Guia da rotulagem dos pneus - A rotulagem dos pneus fora da Europa

A rotulagem dos pneus fora da Europa

Rotulagem dos pneus Publicado no 10/12/12

Até ao momento, apenas o Japão e a Coreia adoptaram a rotulagem dos pneus. Mas outros países como os Estados Unidos ou o Brasil , em breve seguirão o exemplo. Critérios, escalas, rótulo : uma visão geral dos vários dispositivos.

Rótulo de pneu fora da Europa Copyright © : All Rights Reserved

A União Europeia não é a primeira a lançar um rótulo de performances para os pneus. Em 2010, o Japão introduziu um rótulo facultativo para os pneus. A Coreia seguiu o exemplo em 2011 e tornou o dispositivo obrigatório em Novembro de 2012, ao mesmo tempo que os países da União Europeia. O rótulo seduziu outros grandes países do mundo. Os Estados Unidos estão a finalizar o sistema o qual deverá ser apresentado em breve, a China e o Brasil lançaram o seu próprio programa de pesquisa sobre o assunto.

A rotulagem dos pneus no Japão

A rotulagem japonesa não é fundamentalmente diferente do dispositivo europeu. Assenta apenas em dois critérios : a travagem em piso molhado e a resistência ao rolamento (directamente relacionada com o consumo de combustível).

A escala da resistência ao rolamento tem 5 classes

AAA

AA

A

B

C

A escala da travagem em piso molhado tem 4 classes

a

b

c

d

Para que um pneu tenha a etiqueta « boa eficiência energética » (ver abaixo), deve ter pelo menos a classificação A para a resistência ao rolamento.

 

Exemplo de pneu com boa eficiência energética :

Rótulo de pneu do JapãoCopyright © : All Rights Reserved

Com uma classificação AA para a resistência ao rolamento e C para a travagem em piso molhado, este pneu apresenta o pictograma « boa eficiência energética ».

O Japão prevê um endurecimento desta escala em 2016. Os pneus sendo responsáveis por cerca de 20% do consumo de combustível – e das emissões de CO2 correspondentes – o governo pretende utilizar esta alavanca para alcançar os objectivos ambientais fixados.

 

A rotulagem dos pneus na Coreia do Sul
A Coreia do Sul que exporta cerca de 30% da sua produção para a Europa com marcas como a Hankook, Kumho ou Nexen, decidiu seguir o exemplo da União Europeia (UE). Depois de lançar uma rotulagem facultativa para os pneus em 2011, o governo decidiu tornar o dispositivo obrigatório em Novembro de 2012, ao mesmo tempo que os países da UE.

Rótulo de pneu na CoreiaCopyright © : All Rights Reserved

Como o Japão, a Coreia só tem em consideração dois critérios : a eficiência energética e a travagem em piso molhado. Mas o seu rótulo dá mais importância ao primeiro do que ao segundo. As escalas são simples : 5 classes (de 1 a 5) para os dois critérios.

Na Coreia do Sul, a rotulagem aplica-se a todos os pneus vendidos. Nos pneus de substituição, o rótulo deve figurar directamente na banda de rolamento. Para os pneus de « origem » (veículos novos), a informação sobre as performances dos pneus deve constar do manual.

A rotulagem dos pneus nos Estados Unidos
Embora nenhuma decisão sobre a sua implementação tenha sido tomada, a administração americana tem trabalhado muito na rotulagem dos pneus. Depois de realizar estudos e consultas, a National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) propôs um modelo de rótulo que parece satisfazer os vários intervenientes do projecto.

Rótulo de pneu nos Estados UnidosCopyright © : All Rights Reserved

O rótulo americano tem em conta três factores : a eficiência energética, a travagem em piso molhado e a longevidade quilométrica. A escala (base 100 para a melhor performance) é a mesma para os três critérios. A integração do desgaste nos Estados Unidos pode no futuro influenciar os dispositivos dos outros países.