Novos pneus: actualidade pneu dos fabricantes - Michelin A/S EverGrip : um pneu que se regenera

Michelin A/S EverGrip : um pneu que se regenera

Novos pneus Publicado no 06/05/14 por João

A Michelin aproveitou o salão de Detroit 2014 para apresentar um produto com uma ficha técnica extremamente inovadora, capaz de combater o desgaste envelhecedor graças a um processo único.

Detalhes Michelin Premier A/S EverGrip Graças à nova tecnologia EverGrip, a Michelin apresenta o Premier A/S, um pneu 4 estações que se regenera sozinho - Copyright © : Michelin

Um desgaste regenerador

Em princípio,  quando um pneu percorre muitos quilómetros, maior é o desgaste. Por isso é necessário prestar muita atenção ao estado das borrachas e verificar regularmente os indicadores de desgaste, caso contrário o pneu pode tornar-se perigoso para a segurança.

Na Michelin, uma tecnologia surpreendente permite lutar contra os efeitos do desgaste. Em 2005, o fabricante francês colocou no mercado um pneu para camião equipado com um sistema inovador que permite regenerar o pneu consoante o seu desgaste natural. Em 2014, a Michelin apresenta um produto do mesmo tipo mas desta vez para automóveis.

Esta tecnologia cria novas estruturas na borracha quando o pneu se desgasta e mantém as suas qualidades em termos de evacuação da água ou de aderência em superfícies delicadas.

Apenas para os pneus 4 estações, por enquanto

Não vá já a correr para o seu especialista de pneus porque estamos a falar de um tipo de pneu muito específico : o pneu 4 estações, muito conhecido nos Estados Unidos mas inexistente na Europa.

 Na verdade, o processo funciona muito melhor nos pneus 4 estações e não pode actualmente ser transposto nos pneus verão. Por enquanto, a Michelin reserva a comercialização das borrachas Premier A/S EverGrip apenas ao mercado americano.

Mas prevê-se que o desenvolvimento permitirá em breve implementar esta tecnologia em outros tipos de borracha. O fabricante de pneus já investiu dezenas de milhões de euros no desenvolvimento desta inovação que exigiu oito anos de investigação.