Testes, provas e opinião sobre os pneus Bridgestone Blizzak LM32. Encontre todos os teste, provas e opiniões sobre todos os pneus com rezulteo, o guia de compra dos pneus.
Bridgestone Blizzak LM32
Pneu de inverno
BRIDGESTONE
Blizzak LM32
  • Segurança : 3 / 5
  • Conforto : 4 / 5
  • Economia : 2 / 5
  • Neve : 4 / 5
  • Gelo : 1 / 5
Mais informação

a partir de 140,80 €(em 225 45 R17 94V)
Ver preços
Mudar de medida
EU Ver a rotulagem europeia

Testes, provas e opinião de especialistas sobre o pneu Bridgestone Blizzak LM32

Testes, ensayos e opinião de especialistas sobre o pneu Bridgestone Blizzak LM32. rezulteo cataloga os testes dos organismos mais conhecidos na Europa. rezulteo lhe oferece uma informação sintética e pertinente para ajudar-lhe a escolher os seus pneus. Ver a metodologia dos testes de pneus

Performances do Bridgestone Blizzak LM32

Segurança


3 / 5
Travagem em piso seco7,2 /10
Travagem em piso molhado6,2 /10
Aderência à estrada
em piso molhado
7,3 /10
Aquaplanagem8,1 /10

Conforto


4 / 5
Aderência à estrada8,9 /10
Absorção irregularidades8 /10
Ruído de rodagem6,7 /10

Economia


2 / 5
Vida útil6,6 /10
Economia de carburante4,1 /10

Neve


4 / 5
Travagem em piso com neve7,9 /10
Aceleração na neve7,5 /10

Gelo


1 / 5
Travagem em piso com gelo5 /10
Aceleração em piso com gelo4,5 /10

Testaram o Bridgestone Blizzak LM32

Fontes detalhadasDataNúmero
Reino Unido AUTOEXPRESS10-2015 
Alemanha AUTO ZEITUNG09-2014 
França L'ARGUS11-2013 
Alemanha AUTO BILD10-2013 
Alemanha AUTO ZEITUNG09-2013 
França L'ARGUS12-2012 
Itália QUATTRORUOTE11-2012 
França AUTO MOTO11-2012 
Alemanha AUTO BILD SPORTSCARS11-2012 
Alemanha AUTO BILD10-2012 
Alemanha ADAC10-2012 
Fontes detalhadasDataNúmero
Alemanha AUTO MOTOR UND SPORT09-2012 
Alemanha AUTO BILD09-2012 
Alemanha AUTO ZEITUNG201220
França AUTO PLUS11-2011 
Alemanha ADAC09-2011 
Alemanha AUTO BILD201139
Alemanha AUTO MOTOR UND SPORT201121
Suécia TEKNIKENS VARLD201120
Alemanha AUTO BILD201039
Alemanha AUTO MOTOR UND SPORT201021
Alemanha AUTO ZEITUNG201020

Metodologia para medir as performances

As fontes

Estas correspondem a um actor, que efectua de forma autónoma a comparação dos pneus, com uma metodologia estável, numa base ampla de critérios de desempenho, com resultados objectivos, num painel homogéneo de acordo com o tipo de utilização.

Apenas as fontes que satisfazem estes critérios são integradas na base. Estes critérios são também aplicados a cada teste da fonte.

As fontes utilizadas para estabelecer as performances de um determinado pneu são :

  • Dados procedentes de testes publicados pela imprensa especializada.
  • Dados oriundos do Regulamento (CE) 1222/2009 « Sobre a rotulagem dos pneus no que diz respeito à eficiência em combustível e outros parâmetros essenciais ». Ou valores da rotulagem geralmente observados (MOBS*) na ausência de valores oficiais.
  • Dados publicados por institutos de testes independentes.

A lista detalhada de fontes (excepto Regulamento CE 1222/2009) utilizadas para a classificação de cada produto acompanha a apresentação.

A estrutura da classificação

A classificação final é constituída de 9 performances básicas, às quais são adicionadas 4 performances básicas para os pneus de inverno.

As performances básicas são reunidas em 5 grupos de performances : 3 para os pneus de verão, 2 para os pneus de inverno.

Cada performance básica é integrada no seu grupo com uma ponderação diferente de acordo com a sua importância na categoria.

Os grupos de performances e as performances básicas são os seguintes:

Performances gerais Performances inverno

Poupança de combustível

  • Longevidade
  • Poupança de combustível

Neve

  • Travagem na neve
  • Aceleração na neve

Conforto

  • Absorção irregularidades
  • Aderência à estrada
  • Ruído de rolamento

Gelo

  • Travagem no gelo
  • Aceleração no gelo

Segurança

  • Travagem em piso seco
  • Travagem em piso molhado
  • Aderência em piso molhado
  • Aquaplanagem

O método de cálculo

Cada performance básica é classificada de acordo com o princípio seguinte :

  • A classificação 10 é atribuída ao pneu que obtém o melhor resultado num determinado teste.
  • A classificação dos outros pneus desce proporcionalmente ao desvio padrão discriminante retido.
  • Todos os resultados que ultrapassam 9 vezes este desvio padrão obtêm a classificação 1.

Se a fonte utiliza uma classificação própria (quando não está numa base de 10), é então efectuada uma transcodificação linear

A classificação final da performance básica será constituída da média aritmética das classificações obtidas para cada teste.

Nota : os testes realizados pelas revistas automóveis ou os organismos especializados abrangem geralmente as dimensões mais comuns do mercado. Embora as performances podem variar ligeiramente em função das dimensões, escolhemos aplicar a classificação ao conjunto das dimensões de um modelo de pneu.

O sistema de estrelas

As estrelas proporcionam uma síntese gráfica do valor de um grupo de performances. São atribuídas de acordo com a escala seguinte :

0 a 4 = 0 estrela, 4 a 5 = 1 estrela, 5 a 6 = 2 estrelas , 6 a 7 = 3 estrelas, 7 a 8 = 4 estrelas, 8 y + = 5 estrelas

*MOBS : Dados oriundos dos dados da rotulagem publicamente disponíveis, oriundos de sítios Internet. Clique aqui para mais inormação

24 pneus comparáveis