Pneus de inverno: conselhos para conduzir em toda a segurança - Por que dois pneus de inverno não são suficientes ?

Por que dois pneus de inverno não são suficientes ?

Pneus de inverno Publicado no 01/12/13 por Julien

Para poupar, pode haver a tentação de colocar pneus de inverno apenas no eixo motor. Essa prática corrente, porém não é livre de perigo. Rezulteo fez a verificação ao participar em testes organizados pela Michelin no circuito do Val-d’Isère, na Sabóia.

Teste pneus inverno Michelin Dois ou quatro pneus de inverno ? O teste Michelin - Copyright © : Rezulteo

 

Conduzir com pneus de inverno no trem dianteiro e pneus de verão no trem traseiro é uma solução relativamente comum, cujo perigo nem sempre é avaliado pelos automobilistas. Esta configuração deteriora significativamente o comportamento na estrada do veículo.

O que acontece quando são colocados pneus com qualidades de borrachas diferentes? Quando a temperatura desce abaixo de 7°C, limite de inversão das performances entre os dois tipos de pneus, o pneu de inverno vai exprimir todas as suas qualidades graças ao forte teor de sílica ; ao contrário do pneu verão, cuja borracha endurece com o frio. O resultado ? Um diferencial de aderência entre os pneus dianteiros e traseiros.

Na prática, isto traduz-se por uma tendência de subviragem (derrapagem do trem dianteiro) ou sobreviragem (derrapagem do trem traseiro), de acordo com o trem equipado com os pneus verão.

Como demonstração, apresentamos um vídeo realizado aquando dos testes organizados pela Michelin na pista francesa de Val-d’Isère.

 

Teste de condução na neve

 


 

Veículos utilizados : Renault Mégane 3 e Peugeot 3008.

  • Pneus : Michelin Alpin 4 (pneu alpino) no trem dianteiro, e Michelin Primacy 3 (pneu verão) no trem traseiro.
  • Dimensões : 195 65 R15 para o Mégane 3, 205 55 R16 para o 308.
  • Revestimento: neve compactada.
  • Condições do teste : slalom efectuado numa velocidade constante com uma condução normal não desportiva.

 

O resultado : nestas condições, o carro oferece uma boa capacidade de tracção. Mas a menor impulsão nos travões ou movimento do volante traduzem-se por um violento deslizamento do trem traseiro, imprevisível e praticamente impossível de controlar sem uma boa dose de controlo e de antecipação. 

Pode verificar no vídeo que é imperativo virar o volante na direcção inversa muito cedo, antes mesmo que o veículo tenha começado a deslizar, para limitar os riscos de deslizamentos. Este comportamento é acentuado pela neve, mas pode também acontecer num piso molhado ou num piso seco.

O nosso conselho : sempre quatro pneus idênticos e homogéneos nos dois eixos. Se os pneus apresentam graus de desgaste diferentes, colocar os pneus mais usados na parte dianteira : um défice de aderência é mais fácil de controlar quando acontece no trem dianteiro.