Rotulagem dos pneus: conselhos de utilização - Comparar as performances dos pneus graças ao rótulo

Comparar as performances dos pneus graças ao rótulo

Rotulagem dos pneus: conselhos de utilização

A rotulagem vai permitir ao consumidor comparar os pneus com base noutros critérios que não a marca ou o preço. É necessário saber o que representa a diferença entre duas classes em termos de distância de travagem ou consumo de combustível.

Comparar las prestaciones gracias a la etiqueta Comparar las prestaciones de los neumáticos gracias a la etiqueta - Copyright © : Rezulteo

Um dos objectivos da rotulagem dos pneus visa melhorar a informação do consumidor para que possa comparar os pneus com base noutros critérios que não o preço. Este dispositivo, implementado à escala europeia, deve efectivamente permitir aos automobilistas comprar pneus mais seguros e mais amigos do ambiente.

O rótulo indica a classe de performance à qual pertence um pneu para três critérios : eficiência energética, travagem em piso molhado e ruído de rolamento externo. Seguem algumas indicações para compreender o que representa a diferença entre duas graduações para cada uma das performances medidas.

Eficiência energética

A contribuição do pneu no consumo de combustível é medida a partir da sua resistência ao rolamento. O rótulo indica, através de uma cor e de uma letra, a classe de resistência ao rolamento à qual pertence o pneu. Entre um pneu classificado A e um pneu classificado G, a diferença de performance é realmente significativa. 

Para o consumo de combustível, esta diferença representa o equivalente a 0,5 l/100 km, ou seja 80 litros de combustível por ano (numa base 15 000 km/ano).

Para as emissões de CO2, a diferença entre a classificação A e a classificação G representa o equivalente a 12 g/km, ou seja 0,18 tonelada de CO2 por ano (nas mesmas bases). A título de comparação, o projecto de lei relativo ao malus ambiental em 2013 estabelece o limite para o malus a 135 g/km.

Travagem em piso molhado

Para a performance de travagem em piso molhado, a classe é obtida através da comparação dos resultados do teste com os resultados obtidos com um pneu de referência.

A diferença entre a classe A e a classe F (a classe G não é utilizada) representa uma distância de 18 metros para um carro que circula a 80 km/h, ou seja o comprimento de 4 carros.

Ruído de rolamento externo

A classe é obtida através da comparação do resultado do teste com um valor limite, a qual varia em função do tipo de pneu e das suas dimensões. Este valor limite será revisto por baixo daqui a 2016. 

A diferença de performance entre duas classes corresponde a 3 dB, ou seja uma diminuição ou aumento de metade do nível sonoro.

1 onda : boa performance. O nível de ruído de rolamento situa-se pelo menos 3 dB abaixo da futura norma.

2 ondas : performance média. O nível de ruído de rolamento está  conforme à futura norma.

3 ondas : performance medíocre. O nível de ruído de rolamento é aceitável de acordo com a norma actual mas superior ao valor limite de 2016.

 

Desde 1 de novembro de 2014, os pneus classificados G na eficiência energética e classificados F na travagem em piso molhado são proibidos para venda. No entanto, os pneus fabricados antes de 1 de novembro de 2014 poderão ser vendidos num prazo limite de 30 meses após a entrada em vigor da legislação ou seja, até 1 de maio de 2017. Consulte o Regulamento (CE) Nº 661/2009 do Parlamento Europeu e do Conselho de 13 de julho de 2009", Capítulo III, Artigo 13, Parágrafo 5.

 Ler também 

>> O rótulo não diz tudo