Guia para comprar bem seus pneus - Runflat ou não runflat ?

Runflat ou não runflat ?

Comprar bem seus pneus João

Se há um assunto que suscita polémicas, é o pneu Runflat. Para uns, uma maravilha tecnológica que torna a vida mais simples na presença de um furo e que pode prevenir acidentes. Para outros, um pneu menos eficiente, menos confortável e sobretudo mais caro na compra e manutenção. Consultamos dois especialistas de Rezulteo que deixam aqui, a sua contribuição para o debate.

Pneus RunFlat A estrutura do pneu RunFlat

Runflat : definição
Runflat, literalmente « rolagem plana », é um dano causado pela perda de pressão dos pneus. Também é o nome dado à tecnologia que permite compensar esta perda de pressão pela capacidade do pneu em transportar a carga do veículo durante uma determinada distância (80km) e numa determinada velocidade (80km/h).

 

 - Rezulteo : muitas vezes o pneu Runflat é apresentado como uma solução milagrosa. Prático, não precisa de roda sobresselente e seguro em caso de perda repentina de pressão. Partilha esta opinião ?

Marco Candelo : O runflat, são na verdade duas tecnologias distintas. A primeira consiste em introduzir no interior dos pneus um reforço que permite à banda de rodagem apoiar-se neste mesmo reforço durante perdas de pressão.(Ex : Pax System da Michelin, Conti Supporting Ring da Continental ; etc…) Esta tecnologia interessa essencialmente os veículos blindados. A segunda visa reforçar as paredes dos pneus para limitar a flexão aquando da perda de pressão. Obviamente, cada solução tem as suas vantagens e desvantagens.

A principal desvantagem da solução com suporte é a necessidade de um equipamento especial ao nível das rodas do veículo. Quem diz roda especial « RunFlat », diz também montagem de pneus adaptados porque o sistema de montagem é diferente e necessita um equipamento para os profissionais do pneu. Esta tecnologia com suporte interior permite manter todas as performances do pneu. A segunda solução, chamada « Paredes reforçadas », adapta-se perfeitamente aos equipamentos standards dos veículos mas implica uma redução significativa do conforto e um aumento da resistência ao rolamento.

Christophe Bernadet : resumiu perfeitamente as vantagens do Runflat. É uma inovação importante para o pneu que alia eficiência e facilidade de utilização. O ganho de segurança que resulta do pneu Runflat beneficia não apenas os passageiros do veículo mas também aqueles que estão próximos do veículo porque não correm o risco de serem atingidos por este mesmo veículo. Esta tecnologia previne um esvaziamento repentino susceptível de fazer explodir o pneu, permite conduzir durante vários quilómetros a uma velocidade moderada. Dá-lhe sobretudo a possibilidade de organizar a reparação.

 

- Rezulteo :  a tecnologia runflat destina-se a um número limitado de modelos. Será que é possível e desejável generalizar esta tecnologia para todos os veículos ?

MC : a tecnologia Runflat está sujeita à decisão do construtor automóvel. O primeiro a generalizar a introdução dos pneus Runflat nos seus modelos foi a BMW. Os outros construtores limitaram-se a desenvolver alguns modelos com esta tecnologia. Actualmente, os equipamentos de pneus Runflat estão em regressão mesmo na BMW devido às performances limitadas em relação aos pneus standards.

CB : qualquer inovação que traga uma segurança tal é benéfica para todos os condutores. O pneu é muitas vezes relegado ao nível de acessório secundário apesar de ter um papel primordial entre o veículo e o piso.

 

- Rezulteo : em que circunstâncias e para que utilidades, é necessário escolher pneus runflat ?

MC : por razões de segurança, os veículos blindados estão equipados de forma sistemática com pneus Runflat. Nos veículos de série, a escolha de pneus Runflat é imposta pelo construtor. Se esta tecnologia estiver disponível de forma opcional, então, recomendamos esta solução para condutores que circulam em pisos acidentados onde a mudança de roda é impossível ou implica riscos para o condutor.

CB : é óbvio que estes pneus trazem um benefício inegável nas estradas acidentadas onde podem ocorrer furos. Mas não é um motivo para não recomendar estes pneus nas utilizações mais urbanas. É preciso ter em conta o lado útil desta tecnologia que lhe permitirá não mudar o pneu sob a chuva ou durante a noite e lhe permitirá não perder um compromisso importante.

 

- Rezulteo : o Runflat continua a ser um pneu mais caro, menos eficiente e que consome mais energia com péssimos resultados em termos de resistência ao rolamento. Numa altura em que a investigação se concentra na poupança de energia, esta tecnologia não parece um pouco anacrónica ?

MC : o desenvolvimento limitado da tecnologia Runflat deve-se ao facto destes pneus terem performances menos boas do que os pneus standards. No entanto, a tendência de desenvolvimento dos pneus actualmente visa claramente a optimização de todas as performances. Contudo, esta tecnologia é uma performance em si com um valor comprovado e poderá voltar a ser um ponto de interesse.

CB : os veículos 4x4 Sport, tipo Porsche Cayenne ou BMW X5, estão em desenvolvimento apesar de serem modelos com um maior consumo de energia e um custo mais elevado do que a maioria dos veículos. No entanto, estes não são anacrónicos. É tudo uma questão de compromisso e de necessidades dos utilizadores. Penso que todos os condutores têm uma necessidade de segurança. Sim, estes pneus consomem mais energia do que os pneus standards mas oferecem um maior nível de segurança. Mesmo se o custo é em média 20 a 30 % superior, a relação custo/segurança, permanece interessante para os condutores preocupados com a segurança.